sábado, 16 de outubro de 2010

Amor;


Ele: Sabe o amor?
Ela: Sei, o que tem?
Ele: Ele não começa com era uma vez e nem termina com felizes para sempre. Ele começa com um sorriso e uma lágrima. Ele começa com palavras doces, simpáticas e verdadeiras. Ele começa com um olhar e com uma conversa. Ele começa como uma música, que faz todos entrarem dentro dela e envolve cada vez mais em suas armadilhas. Independentemente das pessoas, dos lugares, e dos tempos, sempre vai ser amor. O amor não é feito de palavrinhas idiotas, o amor é feito de grandes gestos, como aviões levandos faixas sobre estádios, propostas em telões, ou palavras gigantes escritas no céu. O amor é ir mais além mesmo que doa, deixando tudo pra traz. O amor é encontrar uma coragem dentro de si que nem se sabia que existia.

Um comentário: