segunda-feira, 27 de junho de 2011

Minha melhor lembrança...


Já havia passado tento tempo desde a última vez que o vira. Lembro-me com detalhes de seu rosto moreno, dos seus lábios tão bem-feitos, dos dentes brancos, dos olhos escuros e brilhantes, dos cabelos igualmente escuros... O sorriso era como o de um menino. Ele se achava um homem, mas o sorriso era de uma criança, e cada vez que o via sorrir tinha vontade de tê-lo só para mim, de poder passar dias e noites apenas admirando aquele sorriso. Lembro-me também da sua voz grave, das suas conversas à toa comigo, dos seus conselhos. Lembro-me da sensação que eu tinha quando os seus braços estavam em volta da minha cintura, daquele calor, daquele conforto. Era como se fosse o meu lugar, o meu lar. Lembro-me de seus beijos doces e ao mesmo tempo cheios de desejo. Lembro-me do seu cheiro forte...
Ele foi embora, mas as suas lembranças estão guardadas aqui dentro. Todos os dias, todas as noites, todos os minutos eu me lembro dele. Quando acordo, a primeira sensação que tenho é dolorosa, pois sei que não vou poder olhar aqueles olhos, não vou poder sentir seu cheiro... Nada. Ele não vai estar presente. Quando vou dormir, é como se um filme passasse dentro da minha cabeça. Imagino nós dois juntos, numa noite fria, ele me esquentando como sempre fez.
Não sei onde ele está, o que está fazendo, com quem está andando. A única coisa que sei é que sinto muito a sua falta. Talvez eu não consiga mais derramar lágrimas ao escrever isso, não sei para onde elas foram. Não sei nem mesmo descrever o que estou sentindo agora. O que sei é que nunca me sinto completa. Sempre tenho a sensação de que algo está faltando. E sei que o que está faltando é a sua presença. Sei que essa dor vai me acompanhar por toda a vida. Eu nunca menti quando lhe disse que lhe amaria para sempre. Ele sempre estará como a lembrança do meu grande primeiro amor. Talvez único.

Thaianny Melo

Um comentário: