quinta-feira, 14 de julho de 2011

Não é resto


Não me sinto mal, não posso passar o resto da vida me lamentando e me importando tanto. Há coisas que infelizmente chegam ao fim, ou pelo menos deixam de ser o centro de todas as nossas preocupações. O rumo muda, é questão de necessidade, o que nos fez mal um dia, devemos deixar de lado. Às vezes amamos tanto algo que faz mal, porque não conseguimos enxergar mais nada, e esquecemos o valor que todo o resto tem, o resto que na realidade, não é resto. Olhe bem a sua volta, está tudo bem realmente? Aliás, olhe primeiro dentro de ti.

Ana Luiza

Nenhum comentário:

Postar um comentário