quinta-feira, 20 de outubro de 2011



O silêncio não era nem quietude nem calma, e não era paz.

A menina que roubava livros

Nenhum comentário:

Postar um comentário