sexta-feira, 13 de janeiro de 2012


Queria ter a exatidão das palavras para explicar o que estou sentindo... 
Mas como? Como é que explicamos o que sentimos? Como transformar aquilo que está dentro da gente em um conjunto de letras que talvez possam fazer tudo ficar sem sentido? É o que tento fazer quase sempre. Sabe, às vezes, pensar dói. Porque os meus pensamentos se enrolam uns nos outros, e aí minha cabeça dói. O meu coração dói mais ainda... Assim está feita a grande confusão.
Dizem que é melhor sentir dor do que não sentir nada. Será? Um dia, eu quis comparar a minha dor à das pessoas. Eu dizia "eu sofro mais que esta aqui" e "eu sofro menos que aquela ali". Como eu estava enganada! Acredito que é verdade quando dizem que a dor nos faz aprender. Eu tive fases de dor, e hoje posso dizer que sou uma pessoa que sabe bastante sobre essas coisas. No começo, eu era do tipo que dizia "olhem, estou sofrendo muito". A cada dia, era uma nova luta. Daí eu fui aprendendo a esconder a dor e a sorrir, mesmo que, por dentro, eu estivesse morrendo. Foi ficando mais fácil. Mas às vezes coisas ruins, horríveis acontecem e é como se, ao construirmos uma castelinho de areia, uma onda batesse e derrubasse tudo. Foi assim que aconteceu comigo. Quando eu estava forte, determinada e me esquecendo da realidade, a tal onda me derrubou. Perdi todas as forças e as pessoas começaram a me ver como antes: uma menina triste. Doeu em mim mais que qualquer coisa. Já faz 4 meses e ainda dói. Cada vez que penso, cada vez que lembro, algo me consome e é isso que eu não consigo explicar. Não tem como. Não há palavras que possam traduzir.
Hoje em dia, ando fazendo de tudo para superar, para não derramar mais lágrimas. Isso é ruim, porque fico com a garganta doendo e com o coração pesado. Ah, mas continuo fingindo. Digo a todos, sem exceções, que sou feliz. E às vezes até engano a mim mesma. Porém, a dor volta... sempre. Deus é o único que sabe e Ele é o único que pode me ajudar.
Enquanto isso, eu apenas tento esquecer e superar. Não vou dizer "um dia as coisas vão melhorar", porque comigo nada melhora. Mais uma vez, não tenho um final para o texto. Deus um dia me ajudará. Foco, força e fé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário