segunda-feira, 21 de junho de 2010

[...]


O ponteiro do relógio bate. Ainda estou pensando em você. O sol se põe. Ainda estou pensando em você. A noite chega. Ainda estou pensando em você. O dia amanhece. Ainda estou pensando em você...
O que mais tenho a fazer? Entregar-me de uma vez a essa escuridão que quer me dominar? Enfiar-me de uma única vez nesse abismo infinito? Já estou com as mãos atadas. Não tenho mais nada, nem mais um consolo. Desde o dia em que você se foi, só restaram pedaços de mim. Você levou consigo a minha alma, tudo o que fazia de mim uma pessoa. Hoje estou seca, amarga. Já não faço nada direito, graças a você. As estrelas para mim não têm mais nenhum significado. Estou indo embora, estou indo embora [...]


Thaianny Melo


Ainda pretendo fazer um livro!


Um comentário: