sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Talvez...


"... escolheria me juntar às estrelas que nos observam à noite, iluminando o céu pleno e sereno. Descansaria quando a lua caísse e o sol surgisse. Poderia escolher também me afogar nas águas justas do oceano, cuidar das ondas que quebram pela paz. Descansaria quando o sal das águas cobrissem os pés de alguma pequena criança cuja a alma será limpa e seu sorriso cobrirá meu horizonte com um ar quente. Talvez optasse por ser a montanha da calmaria, em seus ares os males espantaria. Protegeria os verdes dos cinzas, evitaria tanto vermelho das rosas. Descansaria quando o vento levasse minhas folhas e seus montes fechassem as fumaças. Por fim, sinto dizer que acabei como humana, criando guerras e conseguindo amar. Descansarei quando a chama da minha própria arma me gelar ou quando o amor me fizer chorar."

Nenhum comentário:

Postar um comentário