sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Untitled.


E isso me mata aos poucos. A saudade, a dor, o amor, o medo me fazem perder o chão. Eu queria muito mudar essa situação, mas simplesmente não posso. Não posso porque não consigo, e nem quero. É como se eu precisasse disso, sabe. Sem isso, eu não teria forças para viver, para conseguir seguir meus próprios caminhos. Contudo, de que adianta viver de lembranças? Elas só me fazer chorar cada vez mais.
Ontem eu te vi em meus sonhos. E você estava tão lindo. Me olhava de uma forma diferente, com um brilho nos olhos. O céu estava nublado, eu já estava ficando com frio. Você veio até mim, segurou as minhas mãos, em seguida colocou as suas mãos em minha cintura e me beijou. Foi o beijo mais lindo de todos! Era tão lindo, tão intenso... Tão intenso quando o amor que eu sentia por você. Nós corríamos tão felizes pelos campos. Dava para ver o grande sorriso em nossos rostos. Nós paramos, você me deu um abraço bem forte. Gotas de água começaram a cair do céu. Nós dois olhamos para cima. Então eu comecei a rir e você também sorriu para mim. Ah, que sorriso! Nos beijamos novamente. Aquilo estava tão lindo que parecia extremamente real. Mas não, não era. Alguns segundos depois, as imagens iam desaparecendo da minha mente. Não, isso não podia acontecer. Estava tudo tão bom. Eu acordei. Não conseguia mais sentir nada, apenas uma dor no estômago. Como se o tivessem esfaqueado. Logo me dei conta de que havia sonhado com você...
Eu te amo tanto que seria capaz de fazer qualquer coisa por você. E iria para qualquer lugar do mundo se você estivesse ao meu lado, porque, com você, eu não sinto medo. Com você, sinto vontade de contar todas as minhas coisas, de dar risadas, de ficar juntinho, de contar estrelas, de ver as formas das nuvens... Com você, eu tenho toda a liberdade desse mundo. Com você, me sinto eu mesma. E não consigo sentir isso com mais ninguém, só com você.
Mas agora estou sozinha, você não está aqui comigo. Nem lembra que eu existo. Agora eu só consigo ouvir o barulho da noite. Só consigo sentir frio. Frio e dor. Muita dor. Uma dor que nenhum remédio do mundo é capaz de curar, porque só você pode me curar. Só você.
Tive que aceitar, mas me perco sem você. Tive que continuar, mas não vivo sem você.


Thaianny Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário