segunda-feira, 8 de novembro de 2010


- É, eu entendi, mas queria dizer uma coisa - ele me segurou pelos ombros e me fez olhar para ele. - Você tem que lutar contra essa coisa que você sente por Kalona, e não tô dizendo isso por ciúme nem nada. Eu amo você desde que éramos crianças. Não vou te deixar. Não vou te abandonar, não interessa o que você diga ou faça, mas Kalona não é como Stevie Rae ou Stark. Ele é imortal. Vem de outro tipo de mundo e, Zo, sinto que o que ele quer é dominar o mundo inteiro. É você quem pode impedir, então ele quer puxá-la para o lado dele. Ele entra em seus sonhos, na sua mente, e tem uma parte dele que de conecta à sua alma. Sei disso porque também estou conectado a você.

Ficar sozinha com Heath até me acalmou. Ele era tão família para mim. Era a minha rocha humana, sempre ao meu lado, sempre querendo o que era realmente melhor para mim.

- Desculpe por chamar você de ciumento e possessivo - funguei e assoei o nariz.

Ele sorriu.

- Mas eu até que sou. Só que sempre soube que o que rola entre mim e você é uma coisa especial - ele apontou com o queixo para a direção tomada por Stark. - Seu namorado guerreiro não tem a mesma segurança que eu.

- É, bem, ele também não tem o mesmo nível de experiência comigo que você tem.

O sorriso dele se ampliou.

-Ninguém tem, gata!

Suspirei e caí em seus braços, abraçando-o com força.

- Você é como o lar para mim, Heath.

- É o que sempre serei, Zo - ele me puxou de volta e me beijou suavemente. - Bem, vou deixar você ficar sozinha, porque sei que ainda tem muitas lágrimas para chorar. E, enquanto você se organiza, que tal se eu procurar Stark para chamá-lo de otário ciumento, e quem sabe até dar uns socos na cara dele?

- Socos?

Heath deu de ombros.

- Um bom soco faz o cara se sentir melhor.

- Ahn, não se ele estiver levando o soco - retruquei.

- Tá bem. Então vou arrumar outro pra socar - ele balançou as sobrancelhas pra mim.- Porque você com certeza não vai querer me ver de cara quebrada.

- Se você encontrá-lo, pode levá-lo ao quarto de Aphrodite?

- É o que pretendia fazer - ele respondeu e depois bagunçou meu cabelo. - Te amo, Zo.

- Eu também te amo, mas superdetesto quando você bagunça meu cabelo.

Ele deu um sorrisinho para mim, piscou o olho e foi atrás de Stark.

Zoey e Heath, o último diálogo - Tentada

Nenhum comentário:

Postar um comentário