quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Das ist mehr als echt.























É, bem, eu estava aqui lembrando do dia 12 de novembro. Foi o dia em que viajei para Natal com meus amigos e alguns professores, como já disse. Não sei porque, mas hoje me lembrei de cada detalhe, cada pessoa que eu via, com suas expressões. Eu fiquei pensando na vida delas. Será que elas são felizes? Como será o dia delas? Bem, essas eram algumas das perguntas que se passavam por minha mente. Enquanto ficava olhando aqueles lugares, eu pensava em como as coisas seriam se tudo o que queremos desse certo. Seria tão bom se tudo o que a gente quisesse, realmente acontecesse. Mas creio que assim é a vida. Nem tudo o que queremos, realmente podemos ter. E acredito também que, se as coisas foram feitas para um dia dar certo, um dia elas darão. Do mesmo modo, aquilo que não foi feito para acontecer, não acontece. E eu creio que essa é a minha concepção para entender as coisas que aconteceram comigo. Bem, tudo o que é realmente nosso, nunca vai embora e volta para a gente. E hoje estou eu aqui, postando no blog sobre o dia mais significativo da minha vida: 02 de dezembro. É incrível pensar que um ano atrás, eu estive feliz, emocionada, triste e novamente feliz. Mas esta foi uma felicidade diferente. Na época era como uma descoberta. Hoje eu vejo que só foi uma ilusão que a minha mente foi capaz de criar. Acho que depois dessa data, a minha vida mudou. Não só ela, mas eu também mudei. Eu era uma antes, e agora sou outra. Talvez tudo tenha acontecido para eu aprender, ou talvez, por acaso. Ah, mas eu ainda acho que nada na vida é por acaso. Se as coisas acontecem, alguma razão elas têm. Bem, é isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário