domingo, 6 de novembro de 2011


Céu estrelado. Lua.
Sou fascinada por isso. Fica olhando a noite, sozinha, num silêncio profundo, exceto pelo som do vento. O vento que bate em meu rosto e me faz ter a melhor sensação desse mundo... Só quando estou olhando o céu me sinto eu mesma. Porque não preciso pôr um sorriso no rosto e tentar parecer aquela menina sorridente e feliz. Quando estou olhando o céu, o meu céu, eu me lembro de momentos da minha vida, momentos que passaram e que não voltarão nunca mais. Mas por que tem de ser assim? Minha vida é feita de perguntas: por que aconteceu? por que eu deixei acontecer? por que não fiz isso? por que não fiz aquilo? Acho que nunca encontrarei as respostas certas.
Como eu havia dito, quando estou olhando o céu, fecho os meus olhos e fico imaginando muitas coisas. Imagino-me com uma vida totalmente diferente. Imagino-me feliz. E, um dia, eu sei que todas aquelas estrelas vão me levar a um caminho que eu poderei seguir. Levarei-as comigo. Porque, não importa se haja muitas nuvens, as estrelas sempre estarão lá, para iluminar a noite e a mim mesma. Sempre.

Rascunhos - julho 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário